Ouça Redevout, o psicodélico sobrevôo do Astralplane pelos terreiros do rock primordial - Kultme

Ouça Redevout, o psicodélico sobrevôo do Astralplane pelos terreiros do rock primordial

astralplane

 

Redevout, álbum que o quarteto baiano Astralplane acaba de lançar, é um dos melhores discos que ouvimos no Kultme neste estranhíssimo ano de 2017. Para quem gosta de sistematizar conhecimentos, o grupo de Salvador é vertedouro dos grandes rios psicodélicos da música brasileira -águas pelas quais navegaram e da qual fizeram parte Mutantes, Terço, Cor do Som e outros músicos tantos desde que Gil, Caetano, Gal e cia avançaram país adentro com guitarras elétricas em punhos e ideias arejadas nas cabeças. Ao mesmo tempo, a banda passeia com desenvoltura por trilhas abertas por Yes, ELP e outros ícones do rock-que-pensa dos 70.

Mas o Astralplane, embora beba nas fontes originais da psi-baianidad-beatnik e do rock sinfônico, não se limita a ela. O grupo, formado por Gabriel Sanches – Bateria Lucas Pereira – Voz e Guitarra Rodrigo Amorim – Baixo Sávio Magalhães – Guitarra, vai além e chega aos terrenos dos terreiros do jazz primordial, do rock além do rock, como um post-Pink Floyd feito uma pomba-gira alucinadamente contida baixando em um palco nublado pela maresia na madrugada de Salvador.

Imagem muito louca? É porque você ainda não ouviu o novo trabalho do Astralplane. Ao contrário de seu também fabuloso EP Pales Tantral, de 2015, o álbum Redevout não tem mais suas letras em inglês – agora é o claro português que nele soa – e as ambiências etéras ganharam contornos mais sedimentados, mais terra, e bem mais brasileiros. Mas isso não significa que o sofisticado rock da banda se perdeu: muito pelo contrário, ele ganhou mais sofisticação, mais nuances e caminhos melódicos novos.

Ouça Redevout.

 

Tem mais Astralplane em…

  • https://www.facebook.com/bandastralplane
  • https://soundcloud.com/astralplaneofficial
  • bandaastralplane@gmail.com

 

 

Comente via Face
,