Shakespeare ao ar livre como você nunca viu - Kultme Alternativa Cultural

Shakespeare ao ar livre como você nunca viu

cine

O Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, apresenta a mostra CINE Fachada, em cartaz de 20 a 22 de outubro de 2016.

Em parceria com o British Council e parte do programa global Shakespeare Lives, o instituto exibe três longas baseados nas obras do dramaturgo inglês William Shakespeare (1564-1616) ao ar livre, na fachada do local.

As obras selecionadas contam algumas das já tão conhecidas histórias do autor, mas de maneira original e revisitada, promovendo novas visões sobre o trabalho de um dos maiores escritores de todos os tempos.

Além da sessão cinematográfica, a noite de estreia do projeto conta ainda com participação da banda Ludere, que tem Philippe Baden Powell, pianista, compositor e filho do violonista brasileiro Baden Powell em sua formação.

 

Programação

20/10 (quinta-feira)

noite-insana

19h30: Noite Insana (Basil Dearden, 1951)

Ambientado na enfumaçada cena do jazz britânico, esta adaptação de Othello tem um elenco poderoso e aparições especiais e raras de alguns dos maiores nomes do jazz, como Charles Mingus, Dave Brubeck, Tubby Hayes e Johnny Dankworth. Durante a celebração de aniversário de casamento de Aurelios Rex e Delia Lane, um invejoso e ambicioso baterista, Johnny Cousin, se esforça em acabar com a relação do casal. Este ousado psicodrama é acompanhado por uma soberba trilha sonora, que revive, de uma forma brilhante, o inicio dos anos 60.

21h: Apresentação da Banda Ludere

21/10 (sexta-feira)

muito-barulho-por-nada


19h30: Muito barulho por nada (Joss Whedon, 2013)

Neste ‘Much ado about nothing’ (título original) de agora, um nobre governador e sua filha Hero recebem a visita de um amigo, que retorna de uma “batalha”, acompanhado do irmão rebelde e dois oficiais, Benedick e Claudio. Este último cai de amores pela bela jovem, enquanto o primeiro, mais maduro, teima em não admitir que também é apaixonado por Beatrice, sobrinha do anfitrião e também cabeça dura nas questões do amor. A releitura de Joss Whedon foi filmada com elenco de amigos dentro da própria casa do diretor, que, apesar de trazer a trama para os dias atuais, foi fiel ao texto, mantendo todo o linguajar rebuscado da época do autor.

22/10 (sábado)

as-mascaras-da-morte

19h30: As Sete Máscaras da Morte (Douglas Hickox, 1973)

Esta comédia de horror conta com Vincent Price estrelando como um arrogante ator psicótico que se recusa a atuar em qualquer peça que não seja Shakespeare. Sentindo-se menosprezado por nove críticos que o negaram o prêmio de “Melhor Ator do Ano”, decide então reencenar as cenas de assassinato shakespearianas com sua filha (Diana Rigg) para obter sua terrível vingança. As Sete Máscaras da Morte tem uma excentricidade genuína e subestimada do cinema britânico, combinando efeitos do cinema grotesco com paródia e caricaturas para criar um filme excepcional.

 

Serviço:
CINE Fachada

  • De 20 a 22 de outubro de 2016
  • Quinta, sexta e sábado, 19h30
  • Instituto Tomie Ohtake – Rua dos Coropés, 88 – Pinheiros – São Paulo
  • Entrada Gratuita
  • + info em goo.gl/s5flia

 

Facebook Comments
%d blogueiros gostam disto: