Confira o que rola no Circuito Off Flip 2015, em Paraty

tavinho_paes_off_flip

Tavinho Paes, o poeta: presença garantida

 

Há mais de 10 anos uma trupe formada por gente de várias partes do país se junta em Paraty, impulsionada pela Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) e inspirada pelo desejo de apoiar e valorizar as manifestações culturais da região vem promovendo, num contexto lúdico-construtivo, um movimento democrático e festivo, essencialmente livre, informal e arrojado.

Assim nasceu a OFF Flip – iniciativa independente e paralela que persiste com o intuito de dar voz a artistas locais e de outras praias – de expressões diversas – que desejam participar e se expressar, ainda que extra oficialmente, em off, durante a Flip: poetas, escritores, músicos, pintores, atores – sociais e do teatro, produtores rurais, criativos na arte culinária, artistas populares, cultivadores do folclore e das raízes culturais de distintas etnias e comunidades tradicionais – uma vibrante legião de trovadores & afins.

Este ano, o Curto Circuito OFF Flip mais uma vez acontece paralelamente à Flip, de 1 a 4 de julho, mantendo sua marca registrada de ser a plataforma eclética e alternativa de encontro e de integração das manifestações artístico-culturais em torno da Festa Literária oficial.

O Curto Circuito OFF 2015 apresenta nesta décima primeira edição uma programação ‘enxuta’ na qual constam, entre outras atividades:

  • Picareta Cultural, capitaneada pelo poeta local Caio Carmacho & grande elenco
  • o Sarau PoeMatrix, comandado pelo consagrado poeta e letrista carioca Tavinho Paes – ícone da poesia marginal e co-autor de sucessos da música brasileira contemporânea, como Totalmente Demais Radio Blá e Linda Demais
  • Haicai Combat poético – um micro slam poético
  • VI Circuito de Pratos Literários da Gastronomia Sustentável de Paraty – que reúne gente inspirada que faz ‘poesia-delícia’ no prato
  • Lançamento do livro A Navegante, de Débora Ventura, entre outros
  • A Gramática da Ira, de Nelson Maca – que trata da questão da identidade negra
  • o Balcão Poético e o lançamento do livro A Universalidade da CEU (Casa do Estudante Universitário, RJ)
  • Isso além do evento ter a presença do poeta Mano Melo, o Jongo do Quilombo do Campinho; o Sarau da Lua Cheia, do Sebo Cultura de Paraty e a tradicional Conversa de Botequim, ao lado de outras performances e shows musicais.

Saiba mais no Face do movimento

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *