Como é o tratamento da Diabetes

Diabetes é uma doença metabólica, que acontece pela falta de insulina e/ou pela incapacidade da insulina exercer sua função adequadamente, aumentando a glicose (açúcar) no sangue.

Ou seja, ela acontece porque o pâncreas não é capaz de produzir insulina suficiente para suprir as necessidades do organismo.

Então, para controlar a presença da glicose no sangue, é preciso recorrer a diferentes tipos de tratamentos, dependendo do tipo de diabetes. Confira quais são.

Injeções de insulina

Pacientes com diabetes tipo 1 precisam recorrer à injeções diárias de insulina, para manter a glicose no sangue em valores normais, ela deve ser aplicada diretamente no tecido subcutâneo (camada de células de gordura), logo abaixo da pele, em regiões como Abdômen, Coxa, Braço, Região da cintura ou Glúteo.

Medicamentos via Oral

Em alguns casos, é recomendável, também, incluir medicamentos via oral, tais como Glifage, Glifage XR ou Metformina ou você pode usar também, produtos naturais como o  biomass caps que é um encapsulado que ajuda a controlar o diabetes.

Monitorização em Diabetes gestacional

Mulheres que apresentem diabetes gestacional precisam monitorar o crescimento do bebê e seu desenvolvimento, com ultrassons e outros exames, muitas vezes, também, recorrer à injeções de insulina para baixar o açúcar no sangue. Alguns médicos prescrevem também medicamentos via oral para controlar o açúcar no sangue.

Medicamentos para diabetes tipo 2

Já, no caso de diabetes tipo 2, entre os medicamentos usados estão os Inibidores da alfaglicosidase, os Sulfonilureias e Glinidas.

Tratamento para impedir evolução da diabetes

Geralmente, o tratamento do pré-diabetes vai exigir algumas  mudanças de hábitos de vida, como uma dieta com menos calorias, gorduras saturadas e carboidratos, principalmente os simples, além da prática de atividades físicas.

Em alguns casos, o médico pode optar, junto com o paciente, em iniciar tratamento com medicação para prevenir a evolução para o diabetes.

Cortar o cigarro

Tanto a Diabetes como o cigarro multiplicam em até cinco vezes o risco de infarto, e isso devido às substâncias presentes no cigarro, que propiciam a formação de gordura nas artérias, bloqueando a circulação.

Dessa forma, o fluxo sanguíneo acaba ficando mais lento, até a artéria entupir completamente, e isso sem falar que fumar também contribui para a hipertensão de quem tem diabetes.

Cuide da saúde bucal

Não vale nada cuidar da saúde, e esquecer da higiene bucal, principalmente, após cada refeição. E esse cuidado é mais importante ainda para quem tem diabetes. Isso porque o sangue dr quem tem diabetes possui uma alta concentração de glicose, por isso, acaba sendo mais propício a desenvolver bactérias.

No mais, nem é preciso lembrar que a boca é uma via de entrada de alimentos, portanto, ela acaba também recebendo diversos corpos estranhos que, juntamente com o acúmulo de restos de comida, acabam favorecendo a proliferação de bactérias. Por isso, é preciso caprichar na escovação e procurar ir ao dentista uma vez a cada seis meses.

5 opções de café da manhã para emagrecer

Se engana quem pensa que para emagrecer é preciso passar fome cortando, entre outras refeições, o café da manhã.

Na verdade, essa refeição é fundamental para ter mais energia durante o dia todo. Por isso, alguns alimentos não podem faltar na mesa do café da manhã de quem quer emagrecer, com saúde.

A dica é apostar em frutas cítricas, como abacaxi, morango ou kiwique além de possuir poucas calorias, são ricos em água e fibras, responsáveis por diminuir a fome e regular o intestino, e ainda diminuir a barriga.

O cálcio também é fundamental, por isso, não pode faltar leite desnatado ou bebidas de soja, aveia ou arroz.

E, claro, fontes de carboidratos ricas em fibras vitaminas e minerais, como granola ou pão integral são quase obrigatórias, pois ajudam a emagrecer e soltar o intestino preso.

Mas, quem quiser e não sentir muita fome ao amanhecer, também pode apostar em iogurte desnatado no lugar do leite, além disso, o Detona Gordura funciona para dar sensação de saciedade, é uma ajudinha extra para emagrecer muito bem vinda.

Não consegue abrir mão do pãozinho de todo dia? Não tem problema, mas procure comê-lo com uma fatia de queijo branco.

Quer algumas opções bem legais e levinhas para o café da manhã? Então confira abaixo.

5 opções de café da manhã

  1. Café com leite, um pão de cereais com um pouco de manteiga e uma pêra;
  2. Um pão francês com queijo minas e um copo de suco de laranja;
  3. 2 torradas com uma vitamina de morango de bebida de soja.
  4. Granola com um iogurte natural e pedaços de maçã;
  5. Cereais integrais com frutas misturadas e bebida de amêndoa;

Lembre-se de não pular o café da manhã, que é uma das refeições mais importantes do dia-a-dia.

Receitas fit para o café da manhã

  1. Panqueca de banana com aveia

Ingredientes:

  • 1 banana
  • 1 ovo
  • 4 colheres de farelo de aveia
  • 1 colher (de café) de canela ou cacau magro em pó

Preparo:

Amasse a banana e misture com o ovo, a aveia e a canela, batendo tudo com um garfo. Evite bater no liquidificador ou mixer para não ficar muito líquida. Unte uma frigideira com óleo de côco e coloque em porções para dourar.

2. Falso pão

Ingredientes:

  • 1 copo de iogurte natural
  • a mesma medida do copo de iogurte, de farinha de trigo integral
  • polvilhar ervas como orégano ou alecrim
  • sal à gosto

Preparo:

Misture os ingredientes numa tigela, mexendo com uma colher, depois, unte uma frigideira média com azeite, retire o excesso e coloque um pouco da massa para dourar (como panqueca). Vire quando estiver dourada, para cozinhar dos dois lados. Sirva com queijo branco e tomate, por exemplo.

3. Biscoito caseiro integral

Ingredientes:

  • 1 ovo
  • 2 colheres de aveia
  • 1 xícara de farinha integral
  • 1 colher de gergelim
  • 1 colher de linhaça inteira
  • 2 colheres de cacau magro em pó
  • 1 colher de manteiga

Preparo:

Misture bem todos os ingredientes e faça pequenas bolinhas do mesmo tamanho, depois, amasse suavemente para assar mais rápido e leve ao forno médio, por cerca de 20 minutos.

4. Vitamina de frutas

Ingredientes

  • 1 copo de 180 ml de iogurte integral
  • 1 banana
  • meio mamão
  • 1 colher de aveia

Preparo:

Bata tudo no liquidificador e tome em seguida.

5. Mix de iogurte com frutos secos

 

Outra dica para o café da manhã é, em uma tigela, adicionar 1 copo de iogurte natural, 1 colher (de café) de mel, 2 colheres de granola e pedaços de fruta, como banana, maçã…

3 Formas de tratar próstata aumentada

Quer saber como tratar a próstata aumentada? Então, confira nesse artigo 3 formas de tratar esse problema que, embora seja muito comum, é um verdadeiro incômodo entre os homens.

A próstata aumentada, ou hiperplasia benigna da próstata, ou ainda HBP, é um problema mais comum do que se imagina, que é quando a próstata aumenta de tamanho.

Apesar da gravidade do problema poder variar de caso para caso, se acredita que até 90% dos homens sofrerão de HBP ao atingir os 80 anos, e outros tantos apresentarão sintomas bem antes disso.

Muito pesquisada hoje em dia, em parte devido às campanhas de conscientização, essa doença possui tratamento, e mesmo podendo ser tratada, em alguns casos, na própria casa, é fundamental buscar tratamento médico.

Gostaria de avisar que além das dicas abaixo, o renovaprost funciona perfeitamente para prevenir e tratar algumas doenças da próstata, e ele é um suplemento 100% natural.

Confira abaixo as 3 formas mais comuns de tratar a próstata aumentada:

Mudando o estilo de vida

  • Invista em exercícios: é fundamental procurar manter uma vida saudável, com atividades físicas, mesmo que leves, como uma caminhada.
  • Consuma menos, ou evite, cafeína e álcool:bebidas como café, refrigerantes, energéticos, chocolate quente, chá, álcool e outros diuréticos podem enfraquecer a bexiga e agravar problemas urinários pré-existentes.
  • Exercite a bexiga: procure segurar a urina por mais tempo.Como os sintomas mais comuns da HBP incluem necessidade frequente e dificuldade de urinar, procure reeducar os músculos, trabalhando neles sempre que precisar ir ao banheiro, o médico poderá recomendar alguns outros exercícios.
  • Fique atento aos remédios que está tomando: descongestionantes, anti-histamínicos e outras substâncias podem agravar os sintomas da HBP com o tempo. Por isso, converse com seu médico antes de usar algum medicamento.

Tomando remédios

  • Para uma melhora imediata do sistema urinário, experimente tomar comprimidos de beta-sitosterol.Esse composto encontrado em plantas causa uma recuperação temporária, e pode ser encontrado em suplementos alimentares de venda livre .
  • Consuma alimentos ricos em beta-sitosterol, como sementes de abóbora.
  • Tome cápsulas de saw palmetto para ajudar a desinchar as glândulas ao redor da próstata, embora ele não sirva para encolher a próstata, pode ajudar a diminuir as glândulas em volta dela, evitando a produção da di-hidrotestosterona. Mas atenção, saw palmetto pode causar náuseas, vômito, diarreia, constipação, dores de cabeça, tontura ou impotência em algumas pessoas, por isso, não deixe de consultar um médico antes de tomar o extrato.
  • Peça uma prescrição para bloqueadores alfa-adrenérgicos para ajudar no relaxamento dos músculos da bexiga, aliviando alguns dos sintomas da HBP e facilitando na hora de urinar.
  • Para ajudar a diminuir a próstata, procure apelar para inibidores de 5-alfarredutase, que evitam que o corpo transforme a testosterona em di-hidrotestosterona, hormônio que causa o aumento da próstata. Embora sua ação não seja rápida, esse inibidor de enzimas pode encolhê-la com o tempo. Se quiser tomá-las, consulte um médico e peça uma receita de finasterida, dutasterida, toxina butulínica ou similares.
  • Invista em inibidores da PED5, para relaxar os músculos ao redor da bexiga. Converse com um médico para que possa prescrever o melhor medicamento, por segurança, nunca se auto medique ou combine remédios de venda livre, ou de prescrição, sem o consentimento de um médico.

Passando por procedimentos cirúrgicos

  • Embora seja um problema comum, alguns casos pedem um outro tipo de tratamento, como o RTUP, que é a Ressecção transuretral de próstata é o procedimento cirúrgico mais comum no combate à HBP, em que o médico insere um ressectoscópio na uretra do paciente, usando luz e eletricidade para remover o tecido interno da próstata. Geralmente, logo após o procedimento os sintomas da doença são aliviados, tendo que ficar de repouso e, as vezes, até usar um cateter, por isso, sendo preciso ficar no hospital por até 48 horas.
  • E quando a próstata está muito grande, nesse caso, geralmente, a indicação é um HoLEP, com um ressectoscópio a laser sendo inserido no interior da uretra, destruindo e cauterizando o tecido da próstata. O pós-operatório é bem curto, mas o paciente precisa usar um cateter por um a dois dias após o procedimento.
  • E caso o problema seja ainda mais grave, a indicação é fazer um TUIP, onde é feita uma incisão transuretral da próstata para tratar suas menores glândulas, principais responsáveis pelo bloqueio urinário. São feitas pequenas incisões ao longo do colo vesical, alargando a uretra. Após o procedimento, o paciente permanece no hospital por até três dias.
  • Em alguns casos, os mais graves, a única forma de lidar com o problema é através de uma prostatectomia, onde o cirurgião faz cortes na região do períneo, ou do abdômen, para remover partes da próstata. O pós-operatório é mais longo do que o de outros procedimentos, podendo levar de quatro a seis semanas.