3 Formas de tratar próstata aumentada

Quer saber como tratar a próstata aumentada? Então, confira nesse artigo 3 formas de tratar esse problema que, embora seja muito comum, é um verdadeiro incômodo entre os homens.

A próstata aumentada, ou hiperplasia benigna da próstata, ou ainda HBP, é um problema mais comum do que se imagina, que é quando a próstata aumenta de tamanho.

Apesar da gravidade do problema poder variar de caso para caso, se acredita que até 90% dos homens sofrerão de HBP ao atingir os 80 anos, e outros tantos apresentarão sintomas bem antes disso.

Muito pesquisada hoje em dia, em parte devido às campanhas de conscientização, essa doença possui tratamento, e mesmo podendo ser tratada, em alguns casos, na própria casa, é fundamental buscar tratamento médico.

Gostaria de avisar que além das dicas abaixo, o renovaprost funciona perfeitamente para prevenir e tratar algumas doenças da próstata, e ele é um suplemento 100% natural.

Confira abaixo as 3 formas mais comuns de tratar a próstata aumentada:

Mudando o estilo de vida

  • Invista em exercícios: é fundamental procurar manter uma vida saudável, com atividades físicas, mesmo que leves, como uma caminhada.
  • Consuma menos, ou evite, cafeína e álcool:bebidas como café, refrigerantes, energéticos, chocolate quente, chá, álcool e outros diuréticos podem enfraquecer a bexiga e agravar problemas urinários pré-existentes.
  • Exercite a bexiga: procure segurar a urina por mais tempo.Como os sintomas mais comuns da HBP incluem necessidade frequente e dificuldade de urinar, procure reeducar os músculos, trabalhando neles sempre que precisar ir ao banheiro, o médico poderá recomendar alguns outros exercícios.
  • Fique atento aos remédios que está tomando: descongestionantes, anti-histamínicos e outras substâncias podem agravar os sintomas da HBP com o tempo. Por isso, converse com seu médico antes de usar algum medicamento.

Tomando remédios

  • Para uma melhora imediata do sistema urinário, experimente tomar comprimidos de beta-sitosterol.Esse composto encontrado em plantas causa uma recuperação temporária, e pode ser encontrado em suplementos alimentares de venda livre .
  • Consuma alimentos ricos em beta-sitosterol, como sementes de abóbora.
  • Tome cápsulas de saw palmetto para ajudar a desinchar as glândulas ao redor da próstata, embora ele não sirva para encolher a próstata, pode ajudar a diminuir as glândulas em volta dela, evitando a produção da di-hidrotestosterona. Mas atenção, saw palmetto pode causar náuseas, vômito, diarreia, constipação, dores de cabeça, tontura ou impotência em algumas pessoas, por isso, não deixe de consultar um médico antes de tomar o extrato.
  • Peça uma prescrição para bloqueadores alfa-adrenérgicos para ajudar no relaxamento dos músculos da bexiga, aliviando alguns dos sintomas da HBP e facilitando na hora de urinar.
  • Para ajudar a diminuir a próstata, procure apelar para inibidores de 5-alfarredutase, que evitam que o corpo transforme a testosterona em di-hidrotestosterona, hormônio que causa o aumento da próstata. Embora sua ação não seja rápida, esse inibidor de enzimas pode encolhê-la com o tempo. Se quiser tomá-las, consulte um médico e peça uma receita de finasterida, dutasterida, toxina butulínica ou similares.
  • Invista em inibidores da PED5, para relaxar os músculos ao redor da bexiga. Converse com um médico para que possa prescrever o melhor medicamento, por segurança, nunca se auto medique ou combine remédios de venda livre, ou de prescrição, sem o consentimento de um médico.

Passando por procedimentos cirúrgicos

  • Embora seja um problema comum, alguns casos pedem um outro tipo de tratamento, como o RTUP, que é a Ressecção transuretral de próstata é o procedimento cirúrgico mais comum no combate à HBP, em que o médico insere um ressectoscópio na uretra do paciente, usando luz e eletricidade para remover o tecido interno da próstata. Geralmente, logo após o procedimento os sintomas da doença são aliviados, tendo que ficar de repouso e, as vezes, até usar um cateter, por isso, sendo preciso ficar no hospital por até 48 horas.
  • E quando a próstata está muito grande, nesse caso, geralmente, a indicação é um HoLEP, com um ressectoscópio a laser sendo inserido no interior da uretra, destruindo e cauterizando o tecido da próstata. O pós-operatório é bem curto, mas o paciente precisa usar um cateter por um a dois dias após o procedimento.
  • E caso o problema seja ainda mais grave, a indicação é fazer um TUIP, onde é feita uma incisão transuretral da próstata para tratar suas menores glândulas, principais responsáveis pelo bloqueio urinário. São feitas pequenas incisões ao longo do colo vesical, alargando a uretra. Após o procedimento, o paciente permanece no hospital por até três dias.
  • Em alguns casos, os mais graves, a única forma de lidar com o problema é através de uma prostatectomia, onde o cirurgião faz cortes na região do períneo, ou do abdômen, para remover partes da próstata. O pós-operatório é mais longo do que o de outros procedimentos, podendo levar de quatro a seis semanas.