O que é impotência sexual emocional?

Infelizmente, com todo o estresse dos dias atuais, a impotência sexual emocional tem se tornado cada vez mais comum.

Na verdade, a impotência sexual emocional estão surgindo como resultado de uma série de questões e problemas que acabam afetando de uma forma extremamente nociva a saúde mental e física das pessoas.

Como ainda existem muitas dúvidas a respeito da impotência sexual emocional, resolvemos preparar esse artigo para ajudar homens a identificar e lidar com o problema. Confira.

Impotência sexual emocional

A impotência sexual emocional é um distúrbio físico promovido por um problema de saúde psicológico, quando não se consegue ter ou manter uma ereção, devido a algum problema emocional.

Primeiramente, é preciso entender que algumas emoções geram altos níveis de adrenalina, um neurotransmissor que acaba interferindo na capacidade de promover as ereções.

Caso essas emoções sejam constantes, é desenvolvido um quadro crônico de impotência sexual emocional.

Geralmente, o problema costuma durar menos que 6 meses, sendo necessário ter um acompanhamento psicológico, mas, as vezes, esse acompanhamento pode precisar ser associado a medicamentos para ajudar a combater a impotência sexual.

Causas da impotência sexual emocional

Como é possível imaginar, muitas podem ser as causas da impotência sexual emocional que está cada vez mais comum nos dias atuais, inclusive entre homens com idade entre 24 e 36 anos.

Ok, vamos combinar que o que não faltam são problemas, dos mais variados tipos, desde desemprego, crise financeira, vírus letal, que acabam gerando muito estresse.

Geralmente, quem apresenta impotência sexual emocional não apresenta nenhum quadro físico capaz de promover a falta de ereção, mas, mesmo assim, encontram dificuldades em conseguir ereções e/ou mantê-las.

Dentre as principais causas da impotência sexual emocional estão:

  • Altos níveis de estresse;
  • Baixa autoestima;
  • Casos precedentes de abuso sexual;
  • Conflitos emocionais e amorosos;
  • Medos de fracasso sexual e humilhação;
  • Padrões estéticos exagerados;
  • Perda da libido;
  • Quadros de ansiedade;
  • Traumas pós-acidentes;
  • Entre outros.

Tratamentos para impotência sexual emocional

Infelizmente, um grande impeditivo que faz com que muitos homens adiem, até por muito tempo, o tratamento é, ainda, o grande tabu que envolve o problema, mas existem estimulantes como o size plus gel que ajuda a melhorar a ereção e durar mais tempo na cama.

É preciso saber que quanto mais cedo se procurar ajuda, mais rápido e simples será o tratamento. Desde já tendo em mente que, geralmente, a indicação de tratamento para impotência sexual emocional é  a psicoterapia.

Na psicoterapia, o paciente vai expor sua rotina, seus problemas e medos, cabendo ao profissional encontrar o fator motivacional principal da impotência sexual emocional e tratá-la da forma correta.

Em alguns casos, o profissional pode sugerir alterações na rotina do paciente, como a mudança de emprego, de profissão, ou ainda, a prática de atividades capazes de tranquilizar o paciente como a meditação, a arte terapia, alguma atividade física…

Há ainda a possibilidade do profissional achar necessário associar o tratamento psicológico a alguns medicamentos estimulantes, geralmente, em situações onde a impotência sexual acontece pelo medo de fracassar com a parceira.

Por isso, é preciso ficar atento, caso perceba alguma alteração de comportamento ou funcionamento orgânico, sem nenhuma causa física aparente, a indicação é procurar, o quanto antes, uma ajuda especializada.

A Cúrcuma faz Você Perder Peso? Saiba Tudo Aqui …

Seu tubérculo ou rizoma é comido cru e seco. O rizoma seco é preservado em solo e é de cor amarelo-alaranjado. A cúrcuma é 33% um dos componentes do curry mais conhecido.

Desde a antiguidade, tem sido utilizado como tempero e corante em preparações culinárias e como agente terapêutico na medicina tradicional indiana (Ayurveda = Ciência da Vida) e na medicina tradicional chinesa , graças aos seus múltiplos benefícios para a saúde humana.

É um alimento nutracêutico, cuja cor e propriedades biológicas se devem ao princípio ativo da curcumina .

Numerosos estudos sobre a atividade farmacológica da curcumina confirmaram sua extraordinária capacidade de prevenir e curar muitas e várias doenças.

Aqui vamos nos concentrar nos resultados de pesquisas científicas sobre a ação adelgaçante da cúrcuma e a redução de doenças relacionadas à obesidade.

A obesidade é um problema de saúde pública cada vez mais difundido, associado a muitos distúrbios metabólicos, como diabetes, esteatose hepática (fígado gorduroso) , problemas cardiovasculares e uma redução significativa da expectativa de vida.

Os motivos da pesquisa são:

  • dentro dos limites e efeitos colaterais das drogas alopáticas atuais e da cirurgia bariátrica,
  • na inflamação metabólica crônica de baixo grau causada pela obesidade.

A curcumina, com seu poder antiinflamatório, tornou-se, portanto, objeto de testes clínicos aprofundados.

Uma pesquisa recente descobriu que a curcumina, também graças à sua atividade antioxidante:

  • interage com o tecido adiposo branco, promovendo a termogênese e diminuindo o acúmulo de lipídios,
  • diminui a inflamação crônica,
  • reduz a obesidade,
  • limita os efeitos adversos da obesidade.

Um obstáculo para a eficácia clínica da curcumina, no entanto, é sua baixa biodisponibilidade oral. A curcumina é, de fato, pouco solúvel em água e, portanto, pouco absorvida.

Portanto, várias formulações de curcumina estão sendo desenvolvidas para se obter uma melhor biodisponibilidade. Outros estudos são fortemente recomendados para determinar as doses exatas e o tempo de um suplemento de curcumina em terapias para várias doenças .

A piperina é o alcalóide da pimenta-do-reino ( Piper Nigrum ), o que lhe confere o sabor picante característico da pimenta.

A piperina concentra todas as propriedades fitoterápicas da pimenta-do-reino.

O que é Piperina e Curcuma Plus

Piperina & Curcuma Plus é um excelente suplemento alimentar à base de curcumina e piperina .

O suplemento é notificado ao Ministério da Saúde e é inteiramente produzido na Itália com elevados padrões de qualidade.

O suplemento é necessário, pois mesmo que você consuma cúrcuma e pimenta-do-reino em sua dieta diária, não é possível igualar as concentrações de curcumina e piperina do próprio suplemento.

Este produto é totalmente natural e está devidamente formulado para promover a perda de peso. Maximiza a sua ação, associada a uma alimentação saudável e moderada e à prática de exercício físico regular.

A piperina também tem uma longa história de uso culinário e importantes propriedades medicinais e conservantes. Possui propriedades:

  • anti-inflamatório,
  • antioxidantes,
  • termogênico,
  • para combater doenças inflamatórias crônicas do intestino (DII). Pode, por exemplo, ajudar a prevenir e reduzir a inflamação do cólon,
  • anticarcinogênico,
  • hepatoprotetor,
  • antidepressivos,
  • diurético,
  • para aumentar a absorção e biodisponibilidade de vários pesticidas.

A piperina também estimula as enzimas digestivas do pâncreas, melhora a capacidade digestiva e reduz significativamente o tempo de trânsito dos alimentos gastrointestinais.

O fexadrol funciona muito bem para perder peso rápido, porque ele é um emagrecedor que tem esses ingredientes.

Como funciona Piperina & Curcuma Plus

Piperina & Curcuma Plus é o suplemento adelgaçante mais eficaz do mercado, ideal para voltar à forma em pouco tempo, de forma saudável e sem quaisquer efeitos adversos .

A tudo isto, prova indiscutível a forte e contínua procura deste produto e a plena satisfação dos seus consumidores.

O suplemento:

  • queima os depósitos de gordura e bloqueia a formação de novos depósitos de gordura,
  • acelera o metabolismo,
  • melhora a digestão,
  • limpa o corpo, em particular, limpa o fígado, rins e intestinos,
  • reduz o apetite.

Outro constituinte do Piperine & Curcuma Plus é o Silício Coloidal que protege os tecidos conjuntivos e aumenta a sinergia dos componentes da fórmula.

Dois comprimidos por dia são recomendados após uma refeição principal.

Como comprar Piperine & Curcuma Plus

Piperina & Curcuma Plus só podem ser adquiridos online no site oficial do revendedor. É oferecido em promoção em 4 packs ao preço de 49 €. Ele é enviado para casa por correio sem custos de envio.

O pagamento é em dinheiro para o correio.

A empresa fabricante também oferece a garantia Satisfeito ou Reembolsado, conhecendo bem a validade do seu produto e o feedback positivo com os usuários ao longo dos anos e ainda tem.

Propriedades adicionais da cúrcuma

Mais de 25.000 estudos científicos em todo o mundo sobre o uso da curcumina, como agente preventivo e terapêutico para muitas doenças, têm demonstrado seus múltiplos e benéficos efeitos farmacológicos:

  • antioxidantes,
  • antiproliferativo e antiangiogênico, em particular antitumoral,
  • anti-inflamatório,
  • antimicrobianos (antivirais, antibacterianos, antifúngicos, em particular, antimaláricos e antileishmaniose),
  • hepatoprotetor,
  • anti-hipertensivos,
  • hipocolesterolêmicos,
  • artrite reumatoide,
  • antidepressivos,
  • neuroprotetor.

Em particular, a curcumina:

  • ajuda na cicatrização de feridas, ou seja, tem atividade cicatrizante. É, portanto, utilizado para a prevenção e tratamento de doenças de pele, como psoríase, vitiligo, acne, inflamação ou câncer de pele.
  • protege contra a inflamação intestinal, é ativo, por exemplo, no combate à colite ulcerativa e doença de Crohn,
  • metais chela, por exemplo, protege contra arsênio,
  • melhora a função cerebral; é na verdade um importante agente terapêutico para muitas doenças neurológicas, incluindo a doença de Alzheimer,
  • controla a obesidade e o diabetes, exercendo ação anti-hiperglicêmica,
  • alivia os sintomas da TPM.

É de se esperar que mais estudos levem a um aumento da biodisponibilidade da curcumina, de modo a utilizar plenamente seu incrível potencial terapêutico contra inúmeras doenças humanas.

Quais os Melhores Tratamentos Para Acabar com as Estrias

As estrias andam tirando seu sono e lhe impedindo de estar de bem com seu próprio corpo? Então, esse artigo é para você!

Primeiramente, é bom deixar claro que estrias são aquelas marquinhas que acabam surgindo pela degradação das fibras de colágeno e elastina na pele. Embora até seja algo sem muita importância para algumas mulheres, outras, no entanto, se sentem bem incomodadas com essas cicatrizes.

Está querendo saber quais os tratamentos para acabar com as estrias? Então, continue lendo.

Por que as estrias surgem?

Então, é preciso entender que as estrias não são apenas marcas, elas são depressões lineares na pele, que podem aparecer na cor avermelhada, até ficarem brancas, portanto, essas marcas tem texturas e cores diferentes, por isso, não são tão simples de tratar.

Por surgirem devido à degradação das fibras de elastina presentes na pele, responsáveis pela sua sustentação e elasticidade, é preciso que os tratamentos sejam voltados à renovação da pele e à reposição de colágeno.

Onde as estrias costumam aparecer?

Embora elas possas aparecer em qualquer região, as mais comuns são aquelas que sofrem com o estiramento da pele, como braços,  barriga, glúteos,  coxas, seios e  costas.

Tipos de estrias

Não existem tipos de estrias, mas estágios, pois ela começa como uma inflamação, na qual as marcas apresentam uma coloração avermelhada ou arroxeada, depois de um tempo, então, elas cicatrizam e se transformam em linhas brancas.

Causas das estrias

Muitas fatores podem causar estrias, desde fatores genéticos, como o crescimento na adolescência; o uso de corticoides; ganho ou perda de peso de forma rápida; gravidez; musculação intensa e implantes mamários.

Como prevenir as estrias?

Se não for por motivo genético, é possível, sim, prevenir as estrias com alguns cuidados diários, tais como:

– Procurar manter o corpo sempre hidratado com dermocosméticos hidratantes tipo o creme silk skin indicados pelo dermatologista;
– Beber cerca de dois litros de água por dia;
– Praticar exercícios físicos regularmente;
– Evitar consumir doces, gorduras, sal em excesso;
– Investir em uma alimentação equilibrada, rica em frutas, legumes e verduras;

Principais tratamentos para acabar com as estrias

Geralmente, os tratamentos têm o objetivo de renovar a pele e aumentar a produção de colágeno. Por isso, as estrias recentes costumam apresentar um melhor resultado. Os principais tratamentos para acabar com as estrias são:

Esfoliação: serve para fazer a descamação da pele superficial, promovendo o crescimento de uma nova, além de estimular a formação de fibras de colágeno e elastina.

Ácido retinoico: muito utilizado para o tratamento tópico das estrias, porém,  pode causar vermelhidão e descamação, por isso, só deve ser usado com indicação médica.

Peelings: semelhantes ao ácido, porém, costumam ter uma concentração maior de ativos que descamam e deixam a pele mais vermelha. Dependendo do caso, pode ser  associado à sessões de dermoabrasão, para estimular a produção de colágeno, deixando a pele mais uniforme e, assim, permitir que os ativos penetrem mais facilmente.

Laser fracionado: além de cicatrizar o tecido lesado, promove a produção de colágeno.

 

Como é o tratamento da Diabetes

Diabetes é uma doença metabólica, que acontece pela falta de insulina e/ou pela incapacidade da insulina exercer sua função adequadamente, aumentando a glicose (açúcar) no sangue.

Ou seja, ela acontece porque o pâncreas não é capaz de produzir insulina suficiente para suprir as necessidades do organismo.

Então, para controlar a presença da glicose no sangue, é preciso recorrer a diferentes tipos de tratamentos, dependendo do tipo de diabetes. Confira quais são.

Injeções de insulina

Pacientes com diabetes tipo 1 precisam recorrer à injeções diárias de insulina, para manter a glicose no sangue em valores normais, ela deve ser aplicada diretamente no tecido subcutâneo (camada de células de gordura), logo abaixo da pele, em regiões como Abdômen, Coxa, Braço, Região da cintura ou Glúteo.

Medicamentos via Oral

Em alguns casos, é recomendável, também, incluir medicamentos via oral, tais como Glifage, Glifage XR ou Metformina ou você pode usar também, produtos naturais como o  biomass caps que é um encapsulado que ajuda a controlar o diabetes.

Monitorização em Diabetes gestacional

Mulheres que apresentem diabetes gestacional precisam monitorar o crescimento do bebê e seu desenvolvimento, com ultrassons e outros exames, muitas vezes, também, recorrer à injeções de insulina para baixar o açúcar no sangue. Alguns médicos prescrevem também medicamentos via oral para controlar o açúcar no sangue.

Medicamentos para diabetes tipo 2

Já, no caso de diabetes tipo 2, entre os medicamentos usados estão os Inibidores da alfaglicosidase, os Sulfonilureias e Glinidas.

Tratamento para impedir evolução da diabetes

Geralmente, o tratamento do pré-diabetes vai exigir algumas  mudanças de hábitos de vida, como uma dieta com menos calorias, gorduras saturadas e carboidratos, principalmente os simples, além da prática de atividades físicas.

Em alguns casos, o médico pode optar, junto com o paciente, em iniciar tratamento com medicação para prevenir a evolução para o diabetes.

Cortar o cigarro

Tanto a Diabetes como o cigarro multiplicam em até cinco vezes o risco de infarto, e isso devido às substâncias presentes no cigarro, que propiciam a formação de gordura nas artérias, bloqueando a circulação.

Dessa forma, o fluxo sanguíneo acaba ficando mais lento, até a artéria entupir completamente, e isso sem falar que fumar também contribui para a hipertensão de quem tem diabetes.

Cuide da saúde bucal

Não vale nada cuidar da saúde, e esquecer da higiene bucal, principalmente, após cada refeição. E esse cuidado é mais importante ainda para quem tem diabetes. Isso porque o sangue dr quem tem diabetes possui uma alta concentração de glicose, por isso, acaba sendo mais propício a desenvolver bactérias.

No mais, nem é preciso lembrar que a boca é uma via de entrada de alimentos, portanto, ela acaba também recebendo diversos corpos estranhos que, juntamente com o acúmulo de restos de comida, acabam favorecendo a proliferação de bactérias. Por isso, é preciso caprichar na escovação e procurar ir ao dentista uma vez a cada seis meses.

5 opções de café da manhã para emagrecer

Se engana quem pensa que para emagrecer é preciso passar fome cortando, entre outras refeições, o café da manhã.

Na verdade, essa refeição é fundamental para ter mais energia durante o dia todo. Por isso, alguns alimentos não podem faltar na mesa do café da manhã de quem quer emagrecer, com saúde.

A dica é apostar em frutas cítricas, como abacaxi, morango ou kiwique além de possuir poucas calorias, são ricos em água e fibras, responsáveis por diminuir a fome e regular o intestino, e ainda diminuir a barriga.

O cálcio também é fundamental, por isso, não pode faltar leite desnatado ou bebidas de soja, aveia ou arroz.

E, claro, fontes de carboidratos ricas em fibras vitaminas e minerais, como granola ou pão integral são quase obrigatórias, pois ajudam a emagrecer e soltar o intestino preso.

Mas, quem quiser e não sentir muita fome ao amanhecer, também pode apostar em iogurte desnatado no lugar do leite, além disso, o Detona Gordura funciona para dar sensação de saciedade, é uma ajudinha extra para emagrecer muito bem vinda.

Não consegue abrir mão do pãozinho de todo dia? Não tem problema, mas procure comê-lo com uma fatia de queijo branco.

Quer algumas opções bem legais e levinhas para o café da manhã? Então confira abaixo.

5 opções de café da manhã

  1. Café com leite, um pão de cereais com um pouco de manteiga e uma pêra;
  2. Um pão francês com queijo minas e um copo de suco de laranja;
  3. 2 torradas com uma vitamina de morango de bebida de soja.
  4. Granola com um iogurte natural e pedaços de maçã;
  5. Cereais integrais com frutas misturadas e bebida de amêndoa;

Lembre-se de não pular o café da manhã, que é uma das refeições mais importantes do dia-a-dia.

Receitas fit para o café da manhã

  1. Panqueca de banana com aveia

Ingredientes:

  • 1 banana
  • 1 ovo
  • 4 colheres de farelo de aveia
  • 1 colher (de café) de canela ou cacau magro em pó

Preparo:

Amasse a banana e misture com o ovo, a aveia e a canela, batendo tudo com um garfo. Evite bater no liquidificador ou mixer para não ficar muito líquida. Unte uma frigideira com óleo de côco e coloque em porções para dourar.

2. Falso pão

Ingredientes:

  • 1 copo de iogurte natural
  • a mesma medida do copo de iogurte, de farinha de trigo integral
  • polvilhar ervas como orégano ou alecrim
  • sal à gosto

Preparo:

Misture os ingredientes numa tigela, mexendo com uma colher, depois, unte uma frigideira média com azeite, retire o excesso e coloque um pouco da massa para dourar (como panqueca). Vire quando estiver dourada, para cozinhar dos dois lados. Sirva com queijo branco e tomate, por exemplo.

3. Biscoito caseiro integral

Ingredientes:

  • 1 ovo
  • 2 colheres de aveia
  • 1 xícara de farinha integral
  • 1 colher de gergelim
  • 1 colher de linhaça inteira
  • 2 colheres de cacau magro em pó
  • 1 colher de manteiga

Preparo:

Misture bem todos os ingredientes e faça pequenas bolinhas do mesmo tamanho, depois, amasse suavemente para assar mais rápido e leve ao forno médio, por cerca de 20 minutos.

4. Vitamina de frutas

Ingredientes

  • 1 copo de 180 ml de iogurte integral
  • 1 banana
  • meio mamão
  • 1 colher de aveia

Preparo:

Bata tudo no liquidificador e tome em seguida.

5. Mix de iogurte com frutos secos

 

Outra dica para o café da manhã é, em uma tigela, adicionar 1 copo de iogurte natural, 1 colher (de café) de mel, 2 colheres de granola e pedaços de fruta, como banana, maçã…

3 Formas de tratar próstata aumentada

Quer saber como tratar a próstata aumentada? Então, confira nesse artigo 3 formas de tratar esse problema que, embora seja muito comum, é um verdadeiro incômodo entre os homens.

A próstata aumentada, ou hiperplasia benigna da próstata, ou ainda HBP, é um problema mais comum do que se imagina, que é quando a próstata aumenta de tamanho.

Apesar da gravidade do problema poder variar de caso para caso, se acredita que até 90% dos homens sofrerão de HBP ao atingir os 80 anos, e outros tantos apresentarão sintomas bem antes disso.

Muito pesquisada hoje em dia, em parte devido às campanhas de conscientização, essa doença possui tratamento, e mesmo podendo ser tratada, em alguns casos, na própria casa, é fundamental buscar tratamento médico.

Gostaria de avisar que além das dicas abaixo, o renovaprost funciona perfeitamente para prevenir e tratar algumas doenças da próstata, e ele é um suplemento 100% natural.

Confira abaixo as 3 formas mais comuns de tratar a próstata aumentada:

Mudando o estilo de vida

  • Invista em exercícios: é fundamental procurar manter uma vida saudável, com atividades físicas, mesmo que leves, como uma caminhada.
  • Consuma menos, ou evite, cafeína e álcool:bebidas como café, refrigerantes, energéticos, chocolate quente, chá, álcool e outros diuréticos podem enfraquecer a bexiga e agravar problemas urinários pré-existentes.
  • Exercite a bexiga: procure segurar a urina por mais tempo.Como os sintomas mais comuns da HBP incluem necessidade frequente e dificuldade de urinar, procure reeducar os músculos, trabalhando neles sempre que precisar ir ao banheiro, o médico poderá recomendar alguns outros exercícios.
  • Fique atento aos remédios que está tomando: descongestionantes, anti-histamínicos e outras substâncias podem agravar os sintomas da HBP com o tempo. Por isso, converse com seu médico antes de usar algum medicamento.

Tomando remédios

  • Para uma melhora imediata do sistema urinário, experimente tomar comprimidos de beta-sitosterol.Esse composto encontrado em plantas causa uma recuperação temporária, e pode ser encontrado em suplementos alimentares de venda livre .
  • Consuma alimentos ricos em beta-sitosterol, como sementes de abóbora.
  • Tome cápsulas de saw palmetto para ajudar a desinchar as glândulas ao redor da próstata, embora ele não sirva para encolher a próstata, pode ajudar a diminuir as glândulas em volta dela, evitando a produção da di-hidrotestosterona. Mas atenção, saw palmetto pode causar náuseas, vômito, diarreia, constipação, dores de cabeça, tontura ou impotência em algumas pessoas, por isso, não deixe de consultar um médico antes de tomar o extrato.
  • Peça uma prescrição para bloqueadores alfa-adrenérgicos para ajudar no relaxamento dos músculos da bexiga, aliviando alguns dos sintomas da HBP e facilitando na hora de urinar.
  • Para ajudar a diminuir a próstata, procure apelar para inibidores de 5-alfarredutase, que evitam que o corpo transforme a testosterona em di-hidrotestosterona, hormônio que causa o aumento da próstata. Embora sua ação não seja rápida, esse inibidor de enzimas pode encolhê-la com o tempo. Se quiser tomá-las, consulte um médico e peça uma receita de finasterida, dutasterida, toxina butulínica ou similares.
  • Invista em inibidores da PED5, para relaxar os músculos ao redor da bexiga. Converse com um médico para que possa prescrever o melhor medicamento, por segurança, nunca se auto medique ou combine remédios de venda livre, ou de prescrição, sem o consentimento de um médico.

Passando por procedimentos cirúrgicos

  • Embora seja um problema comum, alguns casos pedem um outro tipo de tratamento, como o RTUP, que é a Ressecção transuretral de próstata é o procedimento cirúrgico mais comum no combate à HBP, em que o médico insere um ressectoscópio na uretra do paciente, usando luz e eletricidade para remover o tecido interno da próstata. Geralmente, logo após o procedimento os sintomas da doença são aliviados, tendo que ficar de repouso e, as vezes, até usar um cateter, por isso, sendo preciso ficar no hospital por até 48 horas.
  • E quando a próstata está muito grande, nesse caso, geralmente, a indicação é um HoLEP, com um ressectoscópio a laser sendo inserido no interior da uretra, destruindo e cauterizando o tecido da próstata. O pós-operatório é bem curto, mas o paciente precisa usar um cateter por um a dois dias após o procedimento.
  • E caso o problema seja ainda mais grave, a indicação é fazer um TUIP, onde é feita uma incisão transuretral da próstata para tratar suas menores glândulas, principais responsáveis pelo bloqueio urinário. São feitas pequenas incisões ao longo do colo vesical, alargando a uretra. Após o procedimento, o paciente permanece no hospital por até três dias.
  • Em alguns casos, os mais graves, a única forma de lidar com o problema é através de uma prostatectomia, onde o cirurgião faz cortes na região do períneo, ou do abdômen, para remover partes da próstata. O pós-operatório é mais longo do que o de outros procedimentos, podendo levar de quatro a seis semanas.

9 Dicas para prevenir e tratar varizes

Quer saber dicas para prevenir ou tratar varizes? Então, esse artigo é para você! Confira 9 dicas para prevenir e tratar varizes.

Não é fácil ter que conviver todos os dias com aquela sensação de pernas pesadas, cansaço, queimação, dores, e enfim, desconfortos próprios de quem sofre de varizes.

Vale saber que varizes é um problema que afeta cerca de 38% da população brasileira, sendo que a mulheres são as mais atingidas. E isso pode ser explicado, em parte, pelas alterações hormonais e porque, nas gestações, o aumento do útero acaba dificultando o retorno do sangue venoso.

O fato é que as varizes surgem quando as válvulas venosas, por onde o sangue retorna das extremidades do corpo para o coração, perdem a elasticidade e dilatam não conseguindo mais realizar sua função. Com isso, o sangue começa a refluir, provocando mais dilatação e refluxo, formando as varizes.

Quando dilatadas, sua função fica comprometida, provocando dor, cansaço, inchaço, peso nas pernas e cãibras, e isso por causa da retenção do sangue nas veias dilatadas.

Toda essa dor e desconforto ainda são agravados pela estética do problema, interferindo, muitas vezes, na autoestima da mulher.

Uma boa notícia é que hoje já existe cremes para ajudar aliviar esses sintomas, e o Varigold funciona perfeitamente para diminuir as dores das varizes e diminuir o inchaço.

Causas das Varizes

A genética é a causa principal, mas ela não está sozinha, já que o excesso de peso, gestações e o uso de anticoncepcionais, bem como terapias de reposição hormonal e algumas atividades de trabalho, com longos períodos em pé ou sentado, também podem causar as varizes.

Mas, sem dúvida, a hereditariedade é a principal causa de varizes, com a pessoa nascendo com maior propensão para o problema.

Tratamento de Varizes

Não somente pela questão estética e dos sintomas, mas principalmente para evitar maiores complicações, buscar um tratamento das varizes é fundamental.

Felizmente, atualmente, já é possível contar com as mais modernas tecnologias como o Laser Vascular, que torna a cirurgia menos invasiva.

Vale saber que na cirurgia com Laser as veias não são removidas, mas sim cauterizadas, o que diminuir bastante o trauma cirúrgico, promovendo uma  recuperação pós-operatória bem mais rápida.

Quem tem varizes, portanto, deve procurar um cirurgião vascular, para diagnosticar qual é o melhor tratamento indicado e no caso de haver alguma contraindicação de cirurgia, podem ser aplicadas algumas medidas paliativas, como uso de meias elásticas compressivas e medicações que melhorem o retorno venoso.

Outras medidas podem ajudar a prevenir as varizes, desde a prática de exercícios físicos regularmente, não fumar, ter uma alimentação saudável, evitar o sobrepeso, controlar o uso prolongado de hormônios, elevar as pernas sempre que possível até, também, usar meias elásticas.

Dicas para prevenir as varizes:

Algumas dicas simples podem ajudar a prevenir as varizes, tais como:

  • Evitar o excesso de peso, apostando em uma alimentação equilibrada;
  • Evitar usar salto alto em excesso, pois eles atrapalham a circulação do sangue;
  • Consultar um médico antes de começar um tratamento com pílula anticoncepcional, e tirar todas as dúvidas;
  • Não ficar o dia inteiro na mesma posição, procurando se levantar e andar,para ajudar a liberar e estimular a circulação sanguínea;
  • Não fazer exercícios como musculação ou aeróbica de alto impacto, pois provocam uma maior tensão nos vasos e, consequentemente, a sua dilatação;
  • Procurar, sempre que possível, elevar as pernas, isso favorece o retorno venoso, já que os pés ficarão mais altos que o coração;
  • Não fumar, pois o cigarro é prejudicial a saúde e se combinado com outros hábitos não saudáveis pode causar varizes;
  • Usar meias elásticas;
  • Procurar um profissional assim que perceber o surgimento das varizes.

Diabetes gestacional

De uma forma geral, a diabetes gestacional é caracterizada pelo aumento dos níveis de glicose no sangue durante o período da gestação. Vale lembrar que ele pode ocasionar problemas tanto para a saúde da mulher quanto para a saúde do bebê, por isso é preciso estar atento.

Dentre os possíveis desdobramentos dessa condição, pode haver a sobrecarga dos rins e também quadros de hipertensão.

O fato é que as gestantes passam por uma grande variedade de alterações hormonais no decorrer dos nove meses de desenvolvimento fetal.

Nessa situação, o corpo passa a desenvolver insulina em maior quantidade, que é a responsável pelo transporte da glicose dos alimentos até as células.

Durante o último trimestre da gestação, isso tende a acontecer com maior intensidade, fazendo com que a mulher tenha que ingerir uma quantidade maior de carboidratos para que a criança possa se desenvolver adequadamente.

No entanto, o que ocorre é que os hormônios liberados pela placenta podem atrapalhar esse processo descrito, então, o pâncreas é obrigado a trabalhar dobrado para manter os níveis dessa substância dentro dos parâmetros adequados.

Quando mesmo esse esforço não é suficiente, acaba sobrando açúcar no sangue. É então que temos a diabetes gestacional!

Essa é uma condição que pode colocar também a vida do bebê em risco, que passa a receber uma grande quantidade de glicose através da placenta. Isso provoca uma sobrecarga do pâncreas do feto que, mesmo trabalhando ao máximo não consegue excretar hormônios suficientes para converter essa glicose em energia para células.

Esse excesso de açúcar acaba se transformando em gordura e o bebê passa a ganhar peso além do indicado.

O parto, os médicos efetuam o corte do cordão umbilical, que irá interromper o fornecimento do açúcar da mãe para o bebê. Como o pâncreas está no auge da produção de insulina, temos o risco de hipoglicemia, que é uma queda brusca na quantidade da glicose no sangue.

Sintomas da diabetes gestacional

Durante a gestação as mudanças são muitas no corpo da mulher e é por isso que muitas acabam não se dando conta de que algo não está bem no controle do açúcar. Dentre os principais sintomas, temos boca seca, vontade frequente de urinar e aumento doo cansaço.

Tratamento da diabetes gestacional

Essa condição exige que haja um acompanhamento bem específico, com a necessidade de avaliações regulares da curva glicêmica da mãe. Para que seja possível manter as os níveis dos hormônios normais, o médico ainda pode recomendar cuidados extras na dieta.

Uma dica é fracionar as refeições ao longo do dia e evitar a ingestão de gorduras. Mais do que isso, é importante apostar em legumes, verduras, frutas e alimentos integrais.